O primeiro encontro da cátedra do Grupo de Montevideo será promovido pela Unicamp

Os efeitos da pandemia de Covid-19 no cenário de desigualdade social da América Latina têm preocupado especialistas de diversas áreas em todo continente. O aumento da concentração de renda, da degradação ambiental, do conservadorismo político e da precarização do trabalho, em meio a crise sanitária, ligou o sinal de alerta no campo dos direitos humanos. Para debater os novos desafios que a conjuntura apresenta, a Pró-reitoria de Extensão e Cultura (ProEC), em parceria com a Diretoria Executiva de Direitos Humanos (DeDH) da Unicamp, promoverão no dia 10 de setembro o I Encontro da Cátedra Aberta de Direitos Humanos da Associação das Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM). O evento será virtual e gratuito. As inscrições deverão ser realizadas até dia 10, gratuitamente, via formulário eletrônico.
“A importância dessa discussão reside no fato de que a região tem características históricas específicas. Uma delas diz respeito às dificuldades para a consolidação de políticas de direitos humanos como o acesso universal à educação, à saúde, à justiça, ao trabalho digno, à terra, ao meio ambiente saudável, por exemplo”, afirmou Neri de Barros Almeida, diretora da DeDH e curadora do evento. A cátedra foi lançada em outubro de 2019, durante reunião do Conselho de Reitores da entidade, realizada na Universidade Nacional do Litoral, em Santa Fé, na Argentina. A AUGM é uma rede de cooperação entre universidades de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, que atua desde 1991.
De acordo com a professora, este primeiro evento será dedicado ao diagnóstico de políticas públicas e da situação de vulnerabilidade humana na região face a Covid-19. “A programação privilegiará a diversidade regional. A ideia é dar início a uma trajetória de diálogo comum, que resulte em maior interação em benefício da divulgação das pesquisas e experiências de gestão em favor do interesse público, com o qual as instituições representadas estão comprometidas”, pontuou Neri.
Entre os convidados que comporão as mesas de debate estão Sandra Leopold, da Universidad de La Republica (Uruguai); Paula Spina, do Observatório de Violência de Gênero da Universidade del Litoral (Argentina); Dirceu Greco, presidente da Sociedade Brasileira de Bioética (UFMG) e Claudio Nash, diretor do Observatório de Direitos Humanos da Universidad de Chile.

 Programación

O evento será transmitido por este link a partir das 10:00h – horário de Brasília. 

Evento
Detalhes do evento: Data do evento: 04/09/2020

Autor: Gabriela Villen